28 de Abril – Sala 1

Capacidade 480 Pessoas – Tradução Simultânea

Trauma: enfrentando o desafio 8h00 – 9h40
Aula Horário
Epidemiologia do trauma no Brasil: guerra civil? 8h00 – 8h20
A participação do anestesista no centro de trauma 8h20 – 8h40
Difficult airway management in the emergency room 8h40 – 9h00
Transporte aeroterrestre do politraumatizado 9h00 – 9h20
Como o anestesista pode melhorar o desfecho no trauma? 9h20 – 9h40
SOLENIDADE DE ABERTURA
9h50 – 10h50
Coffee break
10h50 – 11h20

Proteção orgânica do politraumatizado 11h20 – 13h00
Aula Horário
Parada cardíaca no trauma: particularidades e desfecho 11h20 – 11h40
Lesão muscular e insuficência renal pós-trauma: como minimizar a lesão? 11h40 – 12h00
TCE grave: quais condutas anestésicas melhoram o prognóstico? 12h00 – 12h20
The thoracic trauma management 12h20 – 12h40
Tratamento da dor: da cena do trauma ao pós-operatório 12h40 – 13h00
Almoço/ Simpósio Satélite
13h00 – 14h40

Atendimento seguro ao politraumatizado
14h40 – 16h00
Aula Horário
Hipotensão permissiva no trauma: Indicações e limites seguros 14h40 – 15h00
Anestesia para procedimentos diagnósticos no politraumatizado 15h00 – 15h20
Trauma na gestante: particularidades e abordagem 15h20 – 15h40
Trauma na criança: o que todo anestesista deve saber 15h40 – 16h00
Coffee break
16h00 – 16h40

Politrauma e sangramento
16h40 – 18h00
Aula Horário
Condutas para minimizar o sangramento no intraoperatório 16h40 – 17h00
Transfusão sanguínea no trauma: controvérsias 17h00 – 17h20
Prevenção e tratamento da hipotermia no politraumatizado 17h20 – 17h40
Recursos mínimos para um centro de trauma: como fazer mais com menos? 17h40 – 18h00